Seção de Ensino, Aperfeiçoamento e Pesquisa - SEAP
lai

Secretarias e Órgãos

Telefones úteis

Redes Sociais

Página Inicial SEAP Seção de Ensino, Aperfeiçoamento e Pesquisa - SEAP
voltar imprimir
Aumentar texto Diminuir texto
Seção de Ensino, Aperfeiçoamento e Pesquisa - SEAP
Ter, 01 de Novembro de 2011 09:39


Em sua missão didática, o HGF é hospital de ensino (certificado pelos Ministérios da Educação e Saúde - MEC/MS), com programas de Residência Médica, Internato (instituições de ensino superior públicas e privadas), Estágios Curriculares e Bolsistas de diversos Cursos de Graduação. É o hospital Estadual com maior número de programas de residência médica credenciados.


A  Seção de Ensino, Aperfeiçoamento e Pesquisa do Hospital Geral de Fortaleza, SEAP, é o órgão responsável pelo planejamento, supervisão, orientação e execução das ações de ensino, aperfeiçoamento e pesquisa relacionadas à formação e capacitação de recursos humanos, nas áreas da saúde, administração e serviços de apoio. Seguindo uma tradição histórica-ideológica da instituição, a Coordenação do SEAP é conduzida através de processo de eleição interno, para um mandato de 02 (três) anos. Em 2014, a Equipe "Para frente SEAP - SEAP para todos" foi eleita com o total de 478 votos.



DIRETORIA DO SEAP

Presidente: Dr. José Artur Costa D'Almeida
Vice-Presidente: Dra. Maria Roseli Monteiro Callado
1ª Secretária: Dra. Jane Eyre Rodrigues de Azevedo
2ª Secretária: Dra. Maria do Socorro Albuquerque Porto
1º Tesoureiro: Dr. Eliardo Silveira Santos
2ª Tesoureira: Dra. Francisca de Fátima Alencar


Atividades desenvolvidas:

  • Parceria com Universidades  através de convênios firmados com a Secretária de Saúde do Estado do Ceará, para concessão de estágios curriculares  da graduação que  possibilitem  o aprimoramento dos saberes nas práticas assistenciais, administrativas e técnicas.
  • Viabilização dos serviços de Biblioteca no HGF, bem como a utilização do Portal CAPES;
  • Credenciamento, coordenação e controle permanente para os programas de residência médica, bem como a articulação com outras instituições de saúde para o cumprimento da grade curricular dos médicos residentes das disciplinas não oferecidas no hospital;
  • Parceria com o Comitê de Ética em Pesquisa da Instituição (CEP/HGF) visando a  capacitação no que se refere a  importância da Ética em Pesquisa Envolvendo Seres Humanos, Relevância  da Bioética em Pesquisas Envolvendo Seres Humanos e Metodologia da Pesquisa Científica;
  • Orientar, apoiar e acompanhar o desenvolvimento das atividades de pesquisa e produção de conhecimento em todo o hospital, bem como a publicação e divulgação dos estudos realizados.
  • Oferecer suporte  técnico/estatístico/ metodológico  aos projetos e pesquisas desenvolvidos no hospital;
  • Organização e coordenação de cursos de treinamentos destinados aos profissionais do HGF e ao público externo.
  • Promoção da Reunião Científica Anual do HGF, no mês de maio, durante a comemoração do aniversário do hospital.
  • Fomentar jornadas científicas das diversas categorias e divulgação de trabalhos relevantes nas diversas áreas de atuação como Fisioterapia, Terapia Ocupacional, Fonoaudiologia, Enfermagem, e outros.
  • Agrega e proporciona suporte a todos os Projetos que instituem os centros de desenvolvimento de pesquisa, ciência e tecnologia.
  • Coordenação e controle contínuo para as atividades realizadas pelas Comissões internas do Centro de Estudos.


MISSÃO


Promover, coordenar, supervisionar e divulgar as atividades científicas e culturais relacionadas ao Ensino, Pesquisa e Capacitação no Hospital Geral de Fortaleza-SUS


Coordenações Técnicas do SEAP-HGF


Coordenação Geral do Internato
Comissão de Residência Médica – COREME
Coordenação de Pesquisas e Publicações
Coordenação de Educação Permanente
Coordenação de Estágios  Acadêmicos/Multiprofissionais
Coordenação da Biblioteca

Infraestrutura que compõe o SEAP- HGF


Sala da Secretaria e Coordenação do SEAP (funcionamento: dias úteis das  07:00 às 17:00hs)


Funcionários:
Ivete Batista de Sena –alojamentos
Marcivânia Maciel Rodrigues – Residência e Secretaria
Soraya Mendes da Silva – Internato
Dorotéia Lopes de Sousa – aux. Internato
Pedro Junior Dantas – resp. Auditórios
Serviços Geais (02 funcionários)


Auditórios:

Auditório principal com capacidade para 174 pessoas
Agendamentos prévios na secretaria do SEAP

Três mini auditórios (salas de aulas):
Sr. Antero Ferreira de Barros,
Dr. José Pompeu de Vasconcelos Filho,  e
Dr. Antônio de Pádua Mendes.
Agendamentos prévios na secretaria do SEAP

Biblioteca
Acervo de 1.848 livros, 827 folhetos, 173 teses, além de periódicos científicos estando em andamento a aquisição de novas publicações
11 cabines de estudo individual
sala com computadores e acesso à internet e portais científicos.
Funcionamento: dias úteis das 7:30 ÁS 18:00hs – horários extras, inclusive nos fins de semana e por ocasião de eventos
Em  andamento, processo de Aquisição  108 livros das diversas áreas (Medicina –  contemplando todas as clinicas, Fisioterapia, Serviço Social, Terapia Ocupacional, Enfermagem, Nutrição, Psicologia, Organizacional, Metodologia em Pesquisa e outras)

Bibliotecárias:
Dra.Luíza de Marilac Bezerril Moreno – Coordenação
Dra. Maria Marly Gomes Marques Bandeira
Colaboradores:
Diego Rafael Batista Marques – técnico em digitação
Dra. Vania Amarante Nunes Filgueiras
Telmo Souza Lima
Núcleo de Pesquisas  -  Localizado  na área interna  da biblioteca
Composto pelos  seguintes projetos:
NATS – Núcleo de Avaliação de Tecnologias  em Saúde
RNPC – Rede Nacional de Pesquisas Clínicas em Hospitais de Ensino
RUTE -  Rede Universitária de Telemedicina
Comissão de Orientação  Metodológica à Pesquisa
Conselho Editorial da Revista HGF

Repouso para Residentes e Internos
Localizado no 3º andar do prédio Régis Jucá
Capacidade instalada para 26  leitos sendo:
3 apartamentos femininos
3 apartamentos masculinos
2 moradias
Armários individuais
Sala de estudos  - computadores (Portal CAPES) e Wireless
Estar composto por sala de refeições e copa
Funcionária: Antonia Nascimento da Silva

RESIDÊNCIA MÉDICA  - ENSINO
A Residência Médica foi instituída no Brasil pelo Decreto nº 80.281, de 5 de Setembro de 1977 e, pelo Ministério da Educação, conforme a Lei nº 6.932, de 07/07/1981, da Presidência da República, constitui-se em uma modalidade de ensino de pós-graduação (lato sensu),
destinada a médicos, sob a forma de curso de especialização, funcionando em Instituições de Saúde, sob a orientação de profissionais médicos de elevada qualificação ética e profissional, sendo considerada o “padrão ouro” da especialização médica.


Comissão de Residência Médica COREME – HGF
Dra. Aglaís Gonçalves da Silva Leite - Coordenadora da Residência Médica;
Diretor do Hospital ou seu representante legal;
Dra. Jane Eyre Rodrigues de Azevedo - Diretor do SEAP ou representante legal;
Supervisores de Programas ou seus representantes legais;
Dr. Francisco Theógenes  Macedo Silva - Representante dos Residentes.

Supervisores dos Programas de Residência Médica do HGF
Anestesiologia – Dra. Aglais Leite
Cirurgia Geral – Dr. Olavo Napoleão
Cirurgia Plástica – Dr. Oscar Castro
Cirurgia Vascular – Dr. Jerônimo Sá
Clínica Médica – Dra. Maíza Colares
Endocrinologia – Dr. Gerardo Magela
Gastroenterologia – Dr. Sergio Pessoa
Mastologia – Dr. Ricardo Montefusco
Medicina Intensiva – Dr. Francisco Albano
Nefrologia – Dr. Augusto Guimarães
Neurologia – Dr. George Linard
Obstetrícia e Ginecologia – Dra. Maria dos Remedios Sousa
Oftalmologia – Dr. Dácio Carvalho
Ortopedia – Dr. Bertrand Agra
Otorrino – Dr. Magno Eric B. Peixoto
Pediatria – Dra. Fernanda Freire
Neonatologia – Dra. Tereza Lúcia
Radiologia – Dr. Carlos Macedo
Reumatologia – Dr. Walber Vieira
Urologia – Dr. Gustavo P. Rodrigues

Atualmente, o HGF mantém 21 Programas de Residência Médica credenciados pelo MEC, com um total de 174 residentes.
A seleção para RM é efetuada através de concurso público, realizado pelo CERME/ESP/CE.


Programa de
Residência Médica
Duração Vagas    CNRM/MEC
Anestesiologia                        3 anos                              10
Cirurgia Geral                         2 anos                               06
Cirurgia Geral R3                    1 ano                                03
Cirurgia Plástica                      3 anos                              03
Cirurgia Vascular                     2 anos                             02
Clínica Médica                         2 anos                             13
Clinica Médica R3                    1 ano                               02
Endocrinologia                         2 anos                             03
Endoscopia                               2 anos                              02
Gastroenterologia                   2 anos                              02
Gastroenterologia R3              1 ano                               01
Mastologia                               2 anos                              01
Medicina Intensiva                 2 anos                              04
Nefrologia                                2 anos                              05
Neonatologia                           1 ano                               03
Neurologia                               3 anos                              05
Obstetrícia e Ginecologia      3 anos                              04
Oftalmologia                            3 anos                              03
Ortopedia eTraumatologia    3 anos                              02
Otorrinolaringologia               3 anos                              02
Pediatria                                    2 anos                             05
Radiologia e Diagnóstico
por Imagem                           3 anos                             04
Reumatologia                           2 anos                              03
Urologia                                     3 anos                             02

Os preceptores ensinam e orientam os estudantes, proporcionando-lhes a oportunidade de desenvolver conhecimentos e habilidades, em contato com as melhores práticas e tecnologia de ponta.

CIRURGIA GERAL – ESPECIALISTAS: 09 / MESTRES: 05 / DOUTORES: 01
CIRURGIA VASCULAR – ESPECIALISTAS: 09 / DOUTORES: 01
CIRURGIA PLÁSTICA – ESPECIALISTAS: 07 / MESTRES: 01 / DOUTORES: 01
UROLOGIA – ESPECIALISTAS: 11 / MESTRES: 02 / DOUTORES: 01
ENDOSCOPIA – ESPECIALISTAS: 15 / MESTRES: 01 / DOUTORES: 01
OFTALMOLOGIA – ESPECIALISTAS: 16 / MESTRES: 01
CLÍNICA MÉDICA – ESPECIALISTAS: 14 / MESTRES: 08 / DOUTORES: 02
ORTOPEDIA – ESPECIALISTAS: 15 / MESTRES: 03
REUMATOLOGIA – ESPECIALISTAS: 08 / MESTRES: 01 / DOUTORES: 02
NEUROLOGIA – ESPECIALISTAS: 10 / MESTRES: 02 / DOUTORES: 03
NEFROLOGIA – ESPECIALISTAS: 02 / DOUTORES: 02
GINECOLOGIA / OBSTETRÍCIA – ESPECIALISTAS: 09 / MESTRES: 03 / DOUTORES: 01
OTORRINOLARINGOLOGIA – ESPECIALISTAS: 03 / MESTRES: 02
MASTOLOGIA  - ESPECIALISTAS: 06 / MESTRES: 02
ANESTESIOLOGIA – ESPECIALISTAS: 05
NEONATOLOGIA – ESPECIALISTAS: 06 / MESTRES: 03
PEDIATRIA – ESPECIALISTAS: 19 / MESTRES: 02
RADIOLOGIA – ESPECIALISTAS: 32 / MESTRES: 01
MEDICINA INTENSIVA - ESPECIALISTAS: 10 / MESTRES: 02
GASTROENTEROLOGIA - ESPECIALISTAS: 04 / MESTRES: 01
ENDOCRINOLOGIA – ESPECIALISTAS:  04 / MESTRES: 02

QUANTITATIVO FINAL
ESPECIALISTAS:   211
MESTRES:               39
DOUTORES:           14
Total …………..     264

COORDENAÇÃO GERAL DO INTERNATO – Ensino
Coordenação  do Internato HGF:
Dr. Jaime Alencar Benevides Filho – Coordenador Geral
Dra. Sandra Lúcia Michiles Santos – Clínica Médica
Dra. Maria Nicó Duarte Castro Alves – Pediatria
Dra. Antônia  Itamárcia Diogo Carneiro – Cirurgia Geral
Dr. Francisco José Costa Eleutério – Obstetrícia
Dr. José Antônio Carlos O. D. Morano (DIMED) Representante da Diretoria Geral do Hospital;
Dra. Jane Eyre Rodrigues de Azevedo -  Representante Da Seção  de Estudos e Aperfeiçoamento
Camila Oliveira Lima -  Representante dos Internos

Atualmente, o HGF mantém 205 internos

JULHO  DE  2011                   OUTUBRO DE 2011
UFC              107                     UFC              98
UECE              43                     UECE            50
CHRISTUS      32                     CHRISTUS    27
UNIFOR         16                      UNIFOR       30
TOTAL........  198                     TOTAL....... 205

O internato está estruturado em quatro grandes áreas: Clínica Médica, Cirurgia Geral, Pediatria e Ginecologia/Obstetrícia.
O estágio de internato tem o acompanhamento dos serviços de coordenação geral, supervisão, preceptoria e orientação acadêmica.
Na Clínica Médica, as especialidades com internato são:
- Hematologia,            -   Clínica Medica,
- Endocrinologia,        -   Medicina Intensiva (UTI),
- Gastroenterologia,   -   Medicina de Emergência.
- Reumatologia,
- Neurologia,
- Nefrologia,
O internato em Cirurgia envolve atividades no Ambulatório, nas Enfermarias Cirúrgicas eletivas e Emergência, além do centro cirúrgico.
Na Pediatria, o interno atua nas cinco unidades de atendimento aos pacientes:
- Neonatologia,          -  Ambulatório Geral,
- Cirurgia Pediátrica,  - Hebiatria
- Enfermaria Pediátrica.
As especialidades pediátricas de atuação do interno são:
Neurologia, Nefrologia, Hebiatria, Endocrinologia, Reumatologia, Ortopedia, OncoHematologia, Dermatologia, Gastroenterologia, Cirurgia, Follow-up de recém-nascido de alto risco.
O internato em Ginecologia centra-se no diagnóstico e conduta nas patologias ginecológicas, técnicas e terapêuticas de áreas especializadas, como:
Oncologia, Mastologia, Histeroscopia, Laparoscopia, Colposcopia, Climatério e Infertilidade, entre outras.
O Internato em Obstetrícia acontece no Ambulatório Geral e Especializado, na Urgência/Emergência em Obstetrícia, Enfermarias Clínicas, no Pré e Pós-parto, no Centro Obstétrico (partos e outros procedimentos cirúrgicos), em exames complementares em Obstetrícia, como ultrassom, cardiografia e procedimentos invasivos maternos / fetais.

Preceptores do internato aliam conhecimento técnico-científico, coerência com a abordagem pedagógica, influência no processo ensino-aprendizagem, acessibilidade e disponibilidade aos estudantes;
Pediatria – Especialistas: 10 / mestres: 05
Cirurgia geral – Especialistas: 11 / mestres: 04/Doutor: 01
Ginecologia – Especialistas: 04 / mestres: 01
Obstetrícia – Especialistas: 04 / doutor: 01
Clínica médica – Especialistas: 03


QUANTITATIVO FINAL:
ESPECIALISTAS:    31
MESTRES:             10
DOUTORES:          02
TOTAL………….       43

COORDENAÇÃO GERAL DE ESTÁGIOS - ENSINO

O HGF acolhe atualmente, em processo de formativo na instituição, cerca de 1.115 alunos em todas as áreas do ensino da saúde

O HGF, por meio de convênios firmados pela SESA com as Instituições de Ensino Superior -IES, públicas e privadas, recebe em seus serviços, semestralmente, alunos de diversos cursos para estágio curriculares supervisionados.

Coordenação Geral de Estágios Acadêmicos/Multiprofissionais
Coordenadora: Dra Albertisa Rodrigues Alves - Enfermeira
Dra. Maria do Socorro Porto – Terapeuta Ocupacional
Dra. Elisabeth Véscia – Pediatra
Dra. Jane Eyre R. de Azevedo – Psicóloga
Dra Ilvana Lima Verde Gomes – Enfermeira

Legislação Federal  -  Lei 11788  de  25.09.2008
Legislação Estadual – Decreto nº 29.704 de 08.04.2009
Ato educativo, escolar supervisionado, desenvolvido no ambiente de trabalho, visando a preparação para o trabalho produtivo de educandos (ensino superior, profissional, ensino médio, etc). Faz parte do projeto pedagógico do curso, além de integrar o itinerário formativo do educando.
Modalidades: obrigatório e não-obrigatório

Estágio Supervisionado (obrigatório):
Nível Superior e Médio
Objetivo: Cumprimento da Grade Curricular Obrigatória do projeto pedagógico do  Curso
Solicitação através da SESA no início de cada semestre
05 dias na semana (carga horária: 20hs)
Necessário: Convênio da IES com a SESA, Termo de Compromisso , Seguro do aluno  e cadastro do Supervisor no SEAP
Observar o quantitativo por serviço
Responsáveis:
Preceptor (instituição de ensino), orientador/supervisor (técnico responsável da categoria na unidade de estágio)
Duração de até 2 (dois) anos, exceto quando se tratar de estagiário portador de deficiência, que poderá estagiar até o término do curso
Supervisor da Unidade de Saúde
No caso de horário noturno e finais de semana, ficará condicionado ao aceite  de Preceptores/responsável técnico que acompanhem o aluno no horário do estágio


CRITÉRIOS PARA ESTABELECER A DEMANDA DE ESTÁGIOS:
Responsabilidade de Coordenadores de Estágio por Categorias
Critérios Estabelecidos:
a) -  Capacidade da Unidade
b) -   Distribuição recomendada pela SESA:
50% UECE
35%  UFC
15%  Faculdades Particulares
c) - Observância das recomendações da CCIH :
unidades fechadas e UTI’s:  máximo de 03 alunos

PRECEPTORES COM CAMPO DE ESTÁGIO NO HGF - SEMESTRE 2011.1
Fisioterapia:  Mestres: 8 / Especialistas:5 /
FIC,CHRISTUS,FATECI,UNIFOR e FANOR
Nutrição:  Mestres: 2 / Especialistas: 2 / UECE,UNIFOR
Enfermagem: Doutores: 3 / Mestres: 8 / Especialistas: 7/
Graduação: 1
UECE,FANOR,FAMETRO,UNIFOR
Terapia Ocupacional: Especialista:1 / UNIFOR
Psicologia: Mestranda: 1 / Especialista: 1 / UNIFOR, UFC,
Fonoaudiologia: Mestre: 1 / UNIFOR
Serviço Social: Mestranda: 1 / Especialistas: 4 / UECE
Odontologia: Especialistas: 4 / ABO, UNIFOR
Gestão Hospitalar : Mestre: 1 / FIC
Análises Clínicas: Especialistas: 7 / UFC, UNIFOR


QUANTITATIVO FINAL:
ESPECIALISTAS:  31
MESTRES:           20
DOUTORES:        03
Graduação:         01
TOTAL………….     55

Bolsa de Extensão da SESA para alunos da Graduação – PEAS
(estágio remunerado)
Processo seletivo público – SEPLAG/SESA
Convênio firmado entre Universidades e SESA
50% dos créditos do respectivo curso
4 (quatro) horas diárias, observado o horário de funcionamento do órgão, desde que compatível com o horário escolar, devendo ser cumprida apenas no local indicado pelo órgão ou entidade.
Quantitativo -  HGF:                           02 – Enfermagem 
01 – Medicina
01 – Nutrição
01 – Farmácia
01 – Psicologia
01 – Fisioterapia
01 – Fonoaudiologia
01 – Terapia Ocupacional
01 – Serviço Social
01 – Odontologia
Total:        11 -  Bolsistas
Duração:  12 meses (férias preferencialmente no período de recesso escolar)

Bolsistas - 2011 -  no HGF
01 Medicina – Pesquisa/ Emergência Obstétrica
02 Enfermagem – UTI´s e Unidade de AVC
01 Fono – Fonoaudiologia
01 Odontologia – Ambulatório Odontologia
01 Farmácia – Setor de Farmácia

LIGAS
Objetivo Geral: Contribuir para o aprofundamento da capacitação teórica  dos estudantes das áreas de saúde (medicina), cumprindo os objetivos de ensino, pesquisa e extensão, de forma integrada.

1. Na área de ensino:
a) Antecipar e complementar a vivência teórico-prático dos alunos da graduação na disciplina da liga
b) Organizar e auxiliar promoções de caráter científico e social que visem o aprimoramento da formação acadêmica.
c) Estimular a elaboração e apresentação de relatos de casos clínicos.

2. Na área de pesquisa:
a) Desenvolver o hábito de observação, registro e divulgação de informações coletadas.
b)Apoiar e participar de projetos de pesquisa que possam contribuir para o desenvolvimento científico.

3. Na área de extensão:
a)Conhecimento da estrutura e funcionamento dos serviços de saúde local (Hospitais, Policlínicas, Unidades de Saúde) conveniados à Liga Acadêmica.
b)Organizar e participar de cursos, palestras, jornadas, congressos, simpósios e outras atividades informativas relacionadas com as áreas de atuação da Liga Acadêmica.

Solicitação através da SESA no início de cada semestre
Convênio firmado entre Universidades e SESA  - Encontra-se  em fase de regulamentação oficial pela SESA
50% dos créditos do respectivo curso
Horário não coincidindo com aulas
Não faz parte da grade curricular (não obrigatório)
Atualmente restrito a Emergência (Coordenador: Dr. Romel)
Frequência, avaliação e comprovação final:  responsabilidade da Universidade
Obrigatoriedade de cadastro de preceptores e alunos na instituição concedente
Obrigatório o uso da identificação visível no hospital
Caberá ao hospital aceitá-la ou findá-las, baseando-se na capacidade e outras questões de riscos internos.
Na realização de pesquisas, é necessário o tramite legal junto ao Comitê de ética em pesquisa do hospital

Aulas Práticas

Solicitação através da SESA (antecedência mínima de 01 mês)
Obrigatoriedade do convênio IES e SESA e presença do preceptor da Universidade
Hospital responde a demanda através de consultas as Coordenações de Estágios das Categorias
Análise de conformidade com a capacidade instalada para cada unidade02 dias na semana
Curta duração
Não tem Termo de Compromisso
Atribuição do Coordenador de área juntos aos gerentes das unidades solicitadas
Grupo de alunos: até 07

Visitas Técnicas:
Objetivo: Conhecer o hospital, o serviço e suas rotinas
Solicitação através da SESA com antecedência mínima de 01 mês
Quantitativo de alunos:  06 por visita
Necessário ter convênio firmado com a SESA
Responsabilidade do Coordenador de estágio da categoria visitante
Sugere-se: acolhida para apresentação (padronizada) do hospital e do serviço especifico seguido da visita in loco do serviço.

Estágios visitantes estrangeiros
Normas para concessão de estágio a alunos estrangeiros
Fica  estabelecido que a concessão de estágios para estudantes estrangeiros no HGF só será feita, via oficial, através do envio de uma  carta de intensão de estágio da UNIVERSIDADE DE ORIGEM para UNIVERSIDADE LOCAL, que dará ciência a SESA e  esta ao HGF que  analisará  a solicitação, de acordo com os critérios adotados pela instituição, considerando-se, sempre, a aprovação do estágio pelo chefe do Serviço ao qual o mesmo foi solicitado.
Observe-se que o aluno estrangeiro é recebido como VISITANTE, estará sempre acompanhado de docente ou de médico do "staff" e a sua presença não poderá comprometer o treinamento dos alunos já acordados anteriormente com a Instituição.

A)Condições para a concessão de estágio:

O aluno deve:

1)- ter  conhecimento básico da língua portuguesa e/ou  fluência em inglês

2)- estar cursando o período profissionalizante do curso médico, ou seja, a partir do nível correspondente ao 5º. período do curso de medicina

3)- aceitar permanência de, no mínimo UM MÊS ou de DOIS MESES, no máximo, sem prorrogação, no estágio.

B)Etapas para a concessão do estágio:

1)O SEAP enviará ao chefe do Serviço solicitado, o processo de solicitação oficial de estágio, para análise e parecer, tendo-se sempre que primar  a análise  de conformidade com a capacidade instalada para cada unidade
2)No caso de parecer favorável, deverá ser especificado: nome do supervisor, locais, atividades e horários freqüentados pelos alunos

3)O SEAP  solicitará que o aluno envie antecipadamente, certificado de proficiência em português ou inglês, currículo e declaração de matrícula ativa na escola médica de origem.

4) ao chegar, o aluno deverá comparecer ao SEAP, trazendo xerox da identificação do passaporte (número e foto) e do visto de permanência no Brasil.

C)Caberá ao SEAP :

1) enviar e receber parecer de aceitação pelo chefe do Serviço

2) contactar  a SESA e a Universidade Local para providências de aprovação e acolhimento do aluno
3) formar pasta/arquivo com os documentos enviados pelo aluno, chefe do Serviço, SESA e Universidades

4) fornecer crachá para circulação no HGF

D)Caberá ao Chefe do Serviço no qual for/foi realizado o estágio:
1)considerar, na concessão do estágio, que a presença do aluno estrangeiro não poderá trazer prejuízos para as atividades dos estudantes em processo de ensino no HGF
2)fornecer supervisão permanente ao aluno.
3)fornecer, caso seja solicitada, declaração de PERMANECIA DO ALUNO NA CATEGORIA DE VISITANTE DO SERVIÇO. Observe-se que a declaração formal do estágio é sempre fornecida pela Instituição, no final do período, no caso dos alunos que participaram do intercâmbio.


OBSERVAÇÕES:
1) estes critérios não se aplicam aos estudantes de graduação de Medicina oriundos de outras escolas do território nacional.

2) em hipótese alguma, o HGF fornecerá acomodação ou transporte, bem como será responsável por qualquer tipo de seguro para os estudantes.

3) O HGF fica isento de quaisquer responsabilidades no que se refere a atividades médicas (estágios, treinamentos, visitas a outras instituições de saúde etc) ou não realizadas pelos alunos fora de suas dependências.


Quantitativo – Estágio no HGF
(até outubro/2011)

Visitas Técnicas:
Enfermagem – UECE       40
Fono – UNIFOR                 06
Fisio – FANOR                   13
Medicina – CHRISTUS     60
Nutrição – FIC                   06

ESTÁGIOS CURRICULARES:

Comissão de Educação Permanente SEAP – HGF   -     CAPACITAÇÃO

O SEAP-HGF é Centro de Referência para a formação e aperfeiçoamento  de recursos humanos internos e de toda rede SUS do Estado na área da saúde. Planeja e executa em parceria com a SESA, DVIRH e a Comissão de Educação Permanente(SEAP-HGF), capacitações de conhecimentos avançados e atualizados, dos quais os usuários dos serviços assistenciais também se beneficiam.

Comissão de Educação Permanente do SEAP- HGF:
Coordenadora: Dra. Ilvana Lima Verde Gomes
Dra Francisca Lesse Mary Teixeira Alves - Fisioterapeuta
Dra. Albertisa Rodrigues Alves – Enfermeira
Dra  Melissa Brandão Mota Gonçalves  – Terapeuta Ocupacional
Dra. Edna Maria Camelo Chaves – Enfermeira
Dra. Eda Queiroga – Fonoaudiologia
Dr. Eliardo Silveira Santos - Odontologia

COMPETÊNCIAS DA COMISSÃO DE EDUCAÇÃO PERMANENTE EM SAÚDE
I - Integrar o Centro de Estudos e Aperfeiçoamento e Pesquisa – CEAP  favorecendo:
A transformação das práticas institucionais;
A melhoria permanente da qualidade da assistência/cuidado à saúde;  
A melhoria das condições de aprendizagem dos estudantes na área da saúde de nível superior e médio;
A melhoria das condições de aprendizagem dos estudantes na área da saúde de nível superior e médio;
A melhor utilização dos recursos humanos na saúde, nos níveis superior e médio;
A melhoria das relações nas e entre equipes
II – Promover o desenvolvimento profissional e pessoal dos trabalhadores da saúde.
III – Executar e estimular as atividades de pesquisa na área da saúde.
IV – Estimular o trabalhador da  saúde a desenvolver a consciência crítica e postura ética.
V – Fazer com que os trabalhadores da saúde atuem como equipe comprometida com o processo de trabalho e com a comunidade/usuário.
VI – Realizar estratégias para seleção, capacitação permanente e avaliação de desempenho dos trabalhadores da saúde.
VII – Proporcionar condições para desenvolvimento de habilidades e talentos dos trabalhadores da saúde.
VIII – Manter intercâmbio e parceria intra e interinstitucionalmente.
IX – Manter atualização permanente na área de desenvolvimento de recursos humanos, recomendando experiências exitosas.
X – Realizar planejamento anual das atividades relacionadas à Educação Permanente em Saúde.
XI – Elaborar relatório anual dos programas desenvolvidos pela Educação Permanente em Saúde.

Cursos da Educação Permanente:
VII Curso de Prevenção e Controle de Infecção Hospitalar do HGF - junho de 2011. O curso contou com a participação de cerca de 160 profissionais, entre médicos, enfermeiros e fisioterapeutas e teve duração de 40 horas.
Mini simpósio de Diabetes e Neuropatia Diabética.
Curso de AVC – 42ª Reunião Anual do HGF
I Simpósio de Gestão Clínica do HGF.

Novos Cursos:
Educação Permanente- SEAP/HGF e SESA(CGETS/NUVEN) – Cursos nas áreas de:
Técnico em radiologia
Técnico em citopatologia
Técnico em hemoterapia
Técnico em análise clínicas
Técnico em enfermagem

COMISSÃO DE PESQUISA E PUBLICAÇÃO

O SEAP - HGF sedia diversas atividades de ensino e pesquisa. Dessa forma, contribui para a formação e especialização de profissionais e para o desenvolvimento do conhecimento em saúde.
O HGF é incluído na Rede Nacional de Pesquisa Clínica em Hospitais de Ensino – RNPC, também integra a Rede Brasileira de Avaliação de Tecnologias em Saúde (REBRATS), e a Rede Universitária de Telemedicina (RUTE).
Em  parceria com o   Comitê de Ética em Pesquisa da Instituição (CEP/HGF), desenvolve capacitação no que se refere a   Ética em Pesquisa Envolvendo Seres Humanos, metodologia científica e capacitação ao acesso a bases de dados em pesquisa.
O HGF implantou o Núcleo de Avaliação de Tecnologias em Saúde – NATS, com o objetivo de introduzir a cultura de Avaliação de Tecnologia em Saúde (ATS) por meio da utilização de evidências cientificas disponíveis, para auxiliar o gestor nas tomadas de decisão quanto à inclusão e exclusão de tecnologias, bem como ao uso racional destas.
Comissão de Publicação e Pesquisa  SEAP/HGF
Objetivo: coordenar, orientar e apoiar o desenvolvimento das atividades de pesquisa e produção de conhecimento em todo HGF
Fortalecendo  a formação de recursos humanos, produção do conhecimento científico, sua divulgação e melhoria da assistência no SUS .
Contribuir com o suporte técnico, metodológico e estatístico aos projetos de pesquisa (residentes, internos, estagiários e profissionais)
Colaborar com a divulgação de trabalhos que gerem conhecimentos tecnológicos, informações e difusão técnica.
Comissão de Pesquisa e Publicação:
Coordenadora/pesquisadora:  Dra. Roseli Monteiro Callado
Dra. Ana Maria Araújo Martins – Centro de Imagem
Dra. Marisol de Araújo Cavalcante – Terapia Ocupacional
Dra. Luiza de Marilac Bezerril Moreno – Bibliotecária
Dra. Jane Eyre Rodrigues de Azevedo - Psicologia

Ressalta-se que alguns Serviços como Endocrinologia, Reumatologia, Neurocirurgia, Neurologia, Transplante e Odontologia são importantes centros de  estudos e pesquisas para aperfeiçoar suas práticas de alta complexidade. O SEAP estimula o envolvimento de médicos, residentes e demais profissionais do HGF na área de pesquisa e publicação de artigos.

Artigos científicos são produzidos a partir de estudos realizados no hospital e publicados em revistas indexadas nacionais e estrangeiras:

Artigos publicados em revistas científicas indexados

2008                   2009                       2010 
34                       27                           37                         Fonte: SEAP/HGF



Revista – HGF:
A Comissão de Publicação e Pesquisa do SEAP-HGF desenvolve atualmente o projeto de revitalização da Revista Cientifica do HGF, estando em fase de estruturação do Conselho Editorial, composição da Comissão Técnica Deliberativa e outros encaminhamentos.
Sede da Revista: sala no interior da biblioteca
Meses de publicação dos fascículos: Janeiro, Maio e Setembro; 
Primeiro fascículo: Previsto para janeiro/12

AVANÇOS NESTA GESTÃO  -  Final de 2010 -  2011
2010 – Instituída reunião semanal para Diretoria do SEAP – segunda-feira às 8:00hs – sala da Coordenação/SEAP
2010  - Iniciada a  Revitalização da Biblioteca
2010 – Planejamento e Execução do MAPP para o exercício/2011 em parceria com a DIVAD
2011 – Reestruturação das Comissões Técnicas
2011 –  Reorganização de fluxos das atividades do SEAP
2011 - Solenidades para acolhimento dos novos  residentes e internos (2011.1)
2011  -  O SEAP-AVANÇAR/HGF institui  o uso obrigatório de crachás para identificação de residentes e internos
2011 -  21 programas de Residência
2011 – Visita de Certificação do MEC-MS
2011 – Reestruturação em conjunto com a Assessoria da  Direção Geral, das Comissões assessoras obrigatórias pertinentes a instituições hospitalares (Portaria Interministerial Nº 2.400, de 02 de outubro de 2007)
2011 – Revisão e encaminhamento do processo de  aprovação do novo regimento SEAP-HGF
2011 – Reestruturação das Comissões Técnicas
2011 – Implantação de internet e área de wireless para acesso ao Portal Capes  nas dependências do SEAP e  Biblioteca
2011 – Acesso a bases virtuais, atualmente, em nova fase de expansão para o Auditório Principal, e algumas  salas de reuniões e estudos  dos Residentes e Internos nas dependências do hospital)
2011 - Apresentação da Proposta de Oficina para Capacitação dos Preceptores promovido pela UECE, para segundo semestre de 2011 na Escola de Saúde Pública.
2011 - Realizado novo levantamento para atualização dos dados cadastrais dos preceptores nas áreas da residência, internato e estágios
2011 – Reuniões frequentes com Direção/Diretoria Administrativa e SESA para organização das demandas administrativas para  aquisições do MAPP
Organização e execução da 42º Reunião Anual do HGF
Implantação do I ciclo de cinema, saúde e debate
Lançamento da REVISTA Pesquisa & Saúde (SESA)
1ª Capacitação de preceptores na UECE para acesso ao Portal CAPES
1ª Reunião Conjunta SEAP/Direção Geral/Residentes/Internos (fixada frequência bimensal para estes encontros)
Aprovação e assinatura de projeto do Monitoramento de Ações e Programas Prioritários - MAPP - pelo governador do Ceará, Cid Gomes, assegurando a liberação de recursos para ações de ensino, pesquisa e capacitação executados pelo SEAP/HGF
2011 – Iniciado processo de revitalização das dependências de ensino do SEAP (montagem dos mini-auditórios, ampliação do acervo bibliográfico, aquisição de novos computadores, etc)
Curso de Saúde Baseada em Evidências – Inserido na Educação Permanente/SEAP
Criação da página SEAP-HGF no site do Hospital.
Recebimento dos bolsistas SESA
Reorganização do  novo organograma SEAP
Definição do espaço físico destinado aos núcleos de pesquisa do hospital: NATS, RNPC e Rede Universitária de Telemedicina (RUTE).
Parceria Educação Permanente/SESA: Oferta de Cursos para Qualificação de Funcionários
Iniciada a proposta de projeto para concorrência no processo de autorização da Residência Multiprofissional do HGF, tendo como Coordenadora  a Dra. Geusa Maria Dantas Lelis.
Acolhimento Internos/medicina 2011.2
I Simpósio de Gestão Clínica do HGF
2ª Reunião Conjunta SEAP/Direção Geral, Residentes e Internos
Reuniões mensais Direção/SEAP/Comissões assessoras obrigatórias
Melhorias no Repouso da Residência e Internato
O SEAP integra o Projeto Gerencial 100 – PG 100 da Direção Geral do HGF que define estratégias prioritárias, alinha diretrizes e direciona as ações dos 100 primeiros dias de gestão.
Em conjunto com a Diretoria de Recursos Humanos e Assessoria da Direção Geral, o SEAP  reorganiza os fluxos de eventos técnicos, científicos, de capacitação, treinamento, sociais e de integração e normatiza certificações do hospital.
SEAP e CEP-HGF reorganizam o fluxo de projetos de pesquisa no hospital e implantam a Comissão para Orientação na normatização de trabalhos científicos.


Os programas de ensino são demonstrados com o respectivo quantitativo de estudantes incluídos:
Demonstrativo de Residência Médica, Internato e Estágios Curriculares


Programas de Ensino /              2008     2009     2010     2011
Residentes (R1, R2 e R3)           141      148       155       174
Internos                                  118      144       146       205
Estagiários                                700      659       659       1. 115
Bolsistas SESA                                                               06
Ligas                                                                            62
Estudantes Estrangeiros                                                  10
 

 

Fonte: SEAP/HGF




 

 

Calendário

Agosto 2018
D 2a 3a 4a 5a 6a S
29 30 31 1 2 3 4
5 6 7 8 9 10 11
12 13 14 15 16 17 18
19 20 21 22 23 24 25
26 27 28 29 30 31 1