lai

Secretarias e Órgãos

Telefones úteis

Redes Sociais

Página Inicial Notícias HGF é uma das cinco unidades públicas do Brasil a utilizar trombectomia
voltar imprimir
Aumentar texto Diminuir texto
HGF é uma das cinco unidades públicas do Brasil a utilizar trombectomia
Qua, 27 de Novembro de 2019 12:11

AVC_001_HGF.jpg

 

O Acidente Vascular Cerebral (AVC), popularmente conhecido como “derrame“, acontece quando vasos sanguíneos do cérebro entopem ou rompem, paralisando a área sem circulação do sangue. Um dos tratamentos mais eficazes contra o AVC isquêmico (onde há entupimento do vaso) é a trombectomia, que aspira o coágulo responsável pela obstrução. O Hospital Geral de Fortaleza (HGF), da rede da saúde do Governo do Ceará, é uma das cinco unidades públicas no Brasil a utilizarem a técnica.

A trombectomia é indicada especialmente nos casos em que o vaso obstruído é grande demais para o uso eficaz do medicamento trombolítico, que consiste na aplicação intravenosa de uma substância que dissolve o coágulo. “Com a trombectomia, você tem uma efetividade de 75% a 90% dos casos, e um aumento em 50% na independência dos pacientes. Como consequências disto, além da perspectiva individual, há a diminuição do tempo de permanência de internação e a redução de custos”, explica o neurorradiologista, Francisco Mont’Alverne.

Em maio deste ano, Maria Claudenia Almeida, 36, sofreu o segundo AVC (o primeiro havia sido em fevereiro de 2018), e foi encaminhada ao HGF. Grávida na época, ela realizou o procedimento e recuperou-se o suficiente para curtir sem sequelas a filha, que, por coincidência, também nasceu na unidade. “Foi maravilhoso poder voltar a mexer as pernas, conversar… e a equipe médica do hospital está de parabéns. O processo foi bem tranquilo e me trataram bem desde o princípio”, elogia.

Um caso complexo e bem-sucedido como o de Claudenia demonstra a excelência do HGF, que também foi o primeiro hospital público do Ceará a oferecer o tratamento a partir do trombolítico. “Pessoas que, antes, ficavam com sequelas, hoje conseguem sair andando, voltam para suas famílias, seguem sua vida normal. Isto é interessante porque cria uma cultura de eficiência, onde profissionais reconhecem o serviço de neurologia como efetivo. É um salto de qualidade”, destaca o chefe da Unidade de AVC, Fabrício Lima.

Cuidados

Perda súbita da força muscular em um lado do corpo, dor de cabeça súbita e dificuldade para falar e/ou compreender o que se fala são indicações da doença. Formigamento/dormência em um lado do corpo; perda visual repentina, particularmente de um olho apenas; tontura/vertigem e/ou dificuldade no equilíbrio e, diferente de todas que a pessoa já sentiu, sem causa aparente também são sintomas. Quanto mais rápido for o diagnóstico e o tratamento, maiores serão as chances de recuperação.

Unidade de AVC do HGF

O hospital investe na reabilitação precoce por meio de uma equipe multidisciplinar. São médicos neurologistas, enfermeiros capacitados para tratar de AVC, fonoaudiólogos, fisioterapeutas e terapeutas ocupacionais que monitoram, 24 horas por dia, 20 leitos de internação na Unidade de AVC do hospital.

Assessoria de Imprensa do HGF
Repórter/foto: Filipe Dutra

 

 

 

Calendário

Decembro 2019
D 2a 3a 4a 5a 6a S
1 2 3 4 5 6 7
8 9 10 11 12 13 14
15 16 17 18 19 20 21
22 23 24 25 26 27 28
29 30 31 1 2 3 4