lai

Secretarias e Órgãos

Telefones úteis

Redes Sociais

Página Inicial Especialidades Mastologia
voltar imprimir
Aumentar texto Diminuir texto
Radioterapia
Ter, 04 de Setembro de 2012 13:48

RADIOTERAPIA
 
Radioterapia é a utilização de radiação ionizante no tratamento de tumores malignos. O tratamento é realizado através de um aparelho chamado de Acelerador Linear, que emite radiação na forma de raios-X (invisíveis aos nossos olhos), sendo realizadas aplicações diárias de segunda a sexta-feira, com descanso nos fins de semana. A aplicação é rápida e demora em média 10 minutos (tempo considerado da entrada até a saída do paciente do aparelho). É muito importante lembrar que a radiação utilizada não deixa qualquer resíduo na paciente, que pode ter contato normal durante o seu tratamento com crianças ou gestantes, sem haver nenhum risco de contaminação.

No tratamento do câncer de mama, a radioterapia pode ser utilizada como tratamento adjuvante (complementar à cirurgia), naquelas pacientes submetidas a cirurgias conservadoras (que removem parcialmente a mama), ou em alguns casos, em pacientes submetidas a mastectomia total.

Pode ser utilizada também como tratamento pré-operatório naquelas pacientes que mesmo após a quimioterapia pré-cirúrgica, permanecem com tumor irressecável, e ainda como tratamento paliativo nas pacientes que apresentam metástases ósseas ou cerebrais. O tratamento varia de 5 a 6 semanas, a depender de cada caso. Como se trata de um tratamento loco-regional, as reações esperadas são geralmente de pequena importância e descritas a seguir:

- A Radiodermite que se caracteriza por um processo inflamatório da pele que causa hiperemia (vermelhidão cutânea), aumento da sensibilidade na área irradiada e eventualmente descamação e escurecimento da pele, semelhante em alguns casos, a uma queimadura de segundo grau. A Radiodermite varia muito de paciente para paciente, ou seja, nem todas irão apresentá-la e no mesmo grau. A reação regride em torno de duas semanas após o término do tratamento.

- Menos frequentemente, a paciente pode apresentar queixas de dificuldade de engolir, sobretudo naquelas que recebem irradiação em região supraclavicular.

- Em alguns casos, a paciente pode queixar-se de desânimo e falta de apetite.

Contribuição do Dr. Igor Moreira Veras, Radioterapeuta.


 
 

Calendário

Maio 2022
D 2a 3a 4a 5a 6a S
1 2 3 4 5 6 7
8 9 10 11 12 13 14
15 16 17 18 19 20 21
22 23 24 25 26 27 28
29 30 31 1 2 3 4